quinta-feira, 11 de maio de 2006

12 - 18/05 - Feira de Artesanato de Coimbra

A Cidade de Coimbra acolhe, entre 12 e 18 de Maio, a 6ª edição da Feira de Artesanato, organizada pela Autarquia, através do Departamento de Cultura, com a parceria do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a Região de Turismo do Centro (RTC).

O evento, no qual participam mais de uma centena de artesãos (115), provenientes de várias zonas do país, é inaugurado às 17:00, na tenda instalada na Praça da República.

É um dos objectivos desta realização anual, de âmbito nacional, constituir uma forma de manter viva a arte da criação artesanal, projectando na Região e, mesmo, além fronteiras a competência e habilidade de muitos artesãos que vêem o seu trabalho ser cada vez mais reconhecido e com uma procura crescente.

A Feira de Artesanato de Coimbra resulta, assim, num contributo para a afirmação do artesanato como uma importante actividade económica e turística e, também, numa aposta da valorização do artesão enquanto autor e executor de um processo económico, cultural e social que dignifica as populações e promove o país.

De entre as artes e ofícios ancestrais, estarão representadas as vertentes de olaria e cerâmica; vidro; tecelagem, bordados, rendas, retalhos e trapologia; ferro forjado, latoaria e funilaria; trabalhos em madeira; cestaria e esteiraria; brinquedos e miniaturas; escultura em madeira e pedra. Estará, ainda, representada a área do artesanato criativo de cariz contemporâneo.

De realçar, ainda, o facto de alguns dos produtos apresentados resultarem do cruzamento de várias técnicas artesanais, por artesãos que trabalham em parceria, cada um, revelando uma vertente artística específica. É o caso, por exemplo, da olaria pedrada, da pintura em tecido, dos brinquedos em movimento, dos trabalhos em bracejo, da cerâmica artística e satírica, do figurado pintado, do figurado e cerâmica decorativa, dos trabalhos em linho ou da cerâmica negra vidrada.

Paralelamente aos produtos artesanais, a Feira integra uma mostra/venda de doçaria tradicional, da responsabilidade de vários grupos folclóricos e etnográficos da Região, designadamente: Grupo Folclórico "Camponeses" de Vila Nova, Grupo Folclórico e Etnográfico da Associação de Cultura da Cova de Ouro e Serra da Rocha, Grupo Folclórico e Etnográfico Tecedeiras de Almalaguês, Grupo Etnográfico de Cantares e Danças de Assafarge, Grupo Folclórico e Etnográfico do Brinca- Eiras e Rancho Folclórico e Etnográfico de Trouxemil.
Fonte - Câmara Municipal de Coimbra